ITAL

Instituto de Tecnologia de Alimentos

Vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, o Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) desempenha importante papel no desenvolvimento de processos, produtos e embalagens no setor alimentício, através de projetos, ensaios, análises, eventos, publicações técnico-científicas, assistência e informação tecnológica, programa de pós-graduação e treinamentos e cursos in company.

Através de sete centros tecnológicos, o ITAL concentra suas atividades em três grandes áreas: Ciência e Qualidade, Tecnologia e Embalagem. A primeira área abrange os laboratórios de análises químicas, físicas, sensoriais e microbiológicas de alimentos, e a segunda inclui as unidades especializadas em carnes, cereais, chocolates, balas, confeitos, produtos de panificação, frutas, hortaliças, laticínios e engenharia de processos industriais. Já a terceira é composta por setores especializados em materiais metálicos, vidros, plásticos, celulósicos e para distribuição e transporte. Já a Plataforma de Inovação Tecnológica do ITAL foi criada em 2010 para estreitar o relacionamento com os stakeholders do setor de alimentos, bebidas e embalagens, conhecer melhor as necessidades do mercado e identificar áreas estratégicas para a inovação tecnológica e o desenvolvimento, através de publicações e eventos.

Centros de Pesquisa

Centro de Tecnologia de Carnes (CTC)

Centro de Tecnologia de Cereais e Chocolates (CEREAL CHOCOTEC)

Centro de Tecnologia de Frutas e Hortaliças (FRUTHOTEC)

Centro de Tecnologia de Laticínios (TECNOLAT)

Grupo de Engenharia de Processos (GEPC)

Centro de Ciência e Qualidade de Alimentos (CCQA)

Centro de Tecnologia de Embalagem (CETEA)

Plataforma de Inovação Tecnológica (PIT)

Qualidade Comprovada

Sistema de Gestão da Qualidade é certificado pela NBR ISO 9001:2015

Ensaios de vibração, queda e compressão na área de transporte feitos pelo CETEA são certificados pela International Safe Transit Association (ISTA)

Ensaios do CETEA são acreditados na norma ISO/IEC 17025 pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (Cgcre)

Laboratório do CETEA é habilitado na Rede Brasileira de Laboratórios Analíticos em Saúde (Reblas), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para análise de embalagens, produtos para preparação de alimentos, pigmentos e corantes.

ITAL em números

297

Colaboradores

77

Estagiários

17

Profissionais externos

327

projetos de pesquisa desenvolvidos nos últimos cinco anos

Atuação junto ao governo e à sociedade

Integrante, através do CCQA, da Comissão Internacional em Especificação Microbiológica de Alimentos (ICMSF), formada por 19 membros de 14 países e ligada à União Internacional das Sociedades Biológicas (IUBS) e à Organização Mundial de Saúde (OMS), da Organização das Nações Unidas (ONU)

Sede do Fraunhofer Project Center, através de parceria entre a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado (SAA) e a Fraunhofer-Gesellschaft, organização alemã de institutos de pesquisa, para o desenvolvimento de tecnologias que buscam melhor aproveitamento e maior rentabilidade durante o processamento.

Membro do Grupo Europeu de Engenharia e Desenho Sanitário de Equipamentos (EHEDG) desde 2015 e Sede Regional no Brasil para promover e melhorar a segurança e higiene no processamento e embalagem de alimentos e bebidas.

69% Doutores no corpo técnico

Média de 1937 clientes externos nos últimos cinco anos

9 patentes depositadas (uma concedida) desde março de 2017

Índice médio de satisfação do cliente de  93%  nos últimos cinco anos

Participante do desenvolvimento da legislação nacional relacionada aos setores de alimentos, bebidas e embalagens junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): regulamentação de produtos à base de cereais integrais através do CEREAL CHOCOTEC, deliberações sobre mudanças nas regras para a rotulagem nutricional de alimentos através da Diretoria Geral e da Plataforma de Inovação Tecnológica, e integrante do Grupo de Trabalho Embalagens e Equipamentos em Contato com Alimentos, da Câmara Técnica de Alimentos, através do CETEA.

Através do CTC, em parceria com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), foi condutor do estudo que estabeleceu os parâmetros que subsidiaram o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) na autorização do comércio de mortadelas em temperatura ambiente no Brasil.

Idealizador da Série ITAL Brasil Trends 2020, através da Plataforma de Inovação Tecnológica, com informações sobre tendências de consumo para incentivar a inovação tecnológica nas empresas do setor de alimentos e bebidas: todos os estudos estão disponibilizados gratuitamente na internet.

Organizador das publicações “Consumo de Alimentos: implicações para a produção agropecuária (Volume 3)” e “Agroindústria de Alimentos (Volume 4)” da série Sustentabilidade e Sustentação da Produção de Alimentos no Brasil, elaborada pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC), e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Ensino e Capacitação

– Curso de mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

– Através do Grupo de Engenharia de Processos (GEPC), integrante do Better Process Control Schools (BPCS), coordenado pela Grocery Manufacturers Association Science and Education Foundation (GMA-SEF), sendo a única instituição brasileira habilitada a ministrar o programa de treinamento “Alimentos Enlatados – Princípios de Controle do Processo Térmico, Acidificação e Avaliação do Fechamento de Recipientes”, reconhecida pela FDA e requisito para quem pretende exportar esse tipo de produto alimentício para os EUA.

– Programa anual de cursos e seminários técnicos voltados a temas sobre processamento, segurança e qualidade de alimentos e embalagens, além de capacitações in company.

Av. Brasil, 2880
Jardim Brasil – Campinas – SP
CEP 13.070-178
Telefone: (19) 3743-1700
E-mail: ital@ital.sp.gov.br